Por quê as mulheres precisam esquecer a discriminação feminina do mercado de trabalho?

Uma pesquisa mostra que no mundo o salário das mulheres é 24% menor do que o dos homens, no Brasil essa diferença aumenta para 28%, onde menos de 5% das posições de liderança são ocupadas por mulheres. Aí você mulher, coloca a mão na cabeça e pensa: “Nossa, com números assim as minhas chances de crescer profissionalmente são desanimadoras!”.

Errado!

Muito pelo contrário! Da década de 40 até o ano 2000 dobrou a quantidade de mulheres no mercado de trabalho e se antes as mulheres só podiam fazer aquilo que os maridos lhe deixavam, hoje a maioria são donas do próprio destino dentro e fora de casa.

Existe preconceito e discriminação sim! Os números de fato são reflexos dessa realidade, mas você enquanto mulher trabalhadora, batalhadora e competente não precisa ficar lamentando a injustiça dos números, ao invés disso você pode simplesmente levantar a cabeça, fazer o seu melhor, esquecer essa coisa toda de preconceito e discriminação e focar no seu objetivo. E com “esquecer” a discriminação não significa fingir que ela não existe, porém se você quiser mesmo alcançar sucesso você precisa focar em fazer as coisas darem certo ao invés de desanimar diante dos números.

Reza a lenda que todos os anos na floresta das águas havia uma grande festa onde todos iam para a lagoa e faziam todo tipo de competições. Certo ano houve uma surpresa, havia uma grande torre no meio da lagoa e o desafio era “A subida dos sapos”, sendo que o primeiro sapo a chegar no cume da torre seria o vencedor. Completamente empolgados 200, 300 sapos pularam na água e foram sedentos de vitória em direção à torre e começaram a saltar para escalá-la. A multidão que adorava ver os sapos caindo na água gritava:

– Vai cair! Vai cair! Vai cair!

A torre era demasiado alta e ficava muito escorregadia, já que todos os sapos estavam molhados da água do lago. Eles subiam e caíam vezes sem fim, até que foram ficando exaustos.

Foi aí que a multidão viu um sapo se destacando na subida, o coro então ficou ainda mais alto e frenético:

– Cai, cai, cai, cai!

E todos os outros sapos iam desistindo, caíam 20, 30 de uma só vez, mas aquele continuava subindo como se nada o abalasse. A multidão não poupava a voz e se colocava a gritar:

– Vai cair, vai cair, vai cair!

Finalmente aquele sapo chegou ao cume da torre e se tornou campeão! Cheia de inveja da façanha a multidão pouco se interessava em saber por que ele vencera, queriam mesmo era saber por que ele não caíra! Cá embaixo seu primo disse aos repórteres: ele é forte, só tem um defeito, é completamente surdo!

Esse artigo não é sobre a hipocrisia ou a insensibilidade diante das dificuldades da mulher no mercado de trabalho, esse artigo é sobre manter o foco na sua vitória, no seu sucesso, no seu potencial, na sua força. Se você quer sucesso, então é no sucesso que você deve focar, se todas as mulheres fizerem o mesmo, então podemos mudar esses números muito mais rápido e com a autoestima e autoconfiança muito mais elevadas.

Por mais surdez diante dos obstáculos e mais foco naquilo que realmente pode nos levar ao sucesso!

Por Dalila Ribeiro



conter12