Como lidar com a falta de reconhecimento no trabalho?

Um estudo feito ela ISMA (International Stress Management Association) revelou que 89% dos profissionais se queixam de estresse por falta de reconhecimento no trabalho. De fato é muito difícil se sentir abaixo da linha de crescimento que você julga merecer, seja porque seu líder não enxerga você, ou seja porque ele anda promovendo profissionais menos qualificados que mantém uma relação mais próxima com ele.

Seja qual for o motivo, se você anda se sentindo assim, com certeza em determinados dias você se pega cabisbaixo, se questionando sobre qual é a melhor saída para a situação e até mesmo colocando em cheque a sua própria competência.

São inúmeros os obstáculos que um profissional precisa superar para conseguir uma carreira de sucesso e por vezes, mesmo quando esse sucesso já faz parte do dia a dia, situações que geram o sentimento de falta de reconhecimento ainda podem ocorrer.

Muitos vêm seu rendimento cair diante da desmotivação causada pela situação, outros se sentem péssimos no ambiente de trabalho e passam o dia todo com altos níveis de ansiedade, aguardando cada segundo para que ao fim do dia possam finalmente sair dali, há quem eleve ao máximo o nível de estresse sempre que o chefe lhe pede algo novo, pois se sente injustiçado por ter tanto trabalho e não ser reconhecido, isso pode levar em alguns casos a discussões com o chefe, minando a relação líder/liderado e passando a imagem de profissional insubordinado, outros pedem demissão de seus empregos em momentos de impulsividade por se sentirem emocionalmente esgotados diante daquela frustração.

Mas o que fazer para evitar que a falta de reconhecimento que você está sentindo não se torne senhora do seu destino? Como manter o controle diante da situação e reverter o quadro a seu favor?

01 – O seu líder precisa saber o que está acontecendo com você: muitas vezes ele pode estar sobrecarregado e por isso não consegue dar a devida atenção que deveria ao seu trabalho, embora ele saiba da importância que você tem. Outras vezes pode se tratar de um líder que ainda está se desenvolvendo (o caso da grande maioria), nessa hora você também precisará entender que ele é um ser humano cheio de defeitos e que também precisa de feedback para melhorar e crescer, só não confunda feedback com desabafo. É importante que ao conversar com o seu chefe sobre o que você está sentindo você não o julgue, procure não culpa-lo pelo que você está vivendo, mesmo que a culpa possa sim ser dele, deixe que ele tire as conclusões, busque um diálogo sincero, mas sem ataques, isso fará com que ele te ouça abertamente ao invés de procurar argumentos para se defender de você.

02 – Você precisa saber o que seu líder espera de você: talvez seu líder espere de você um resultado “X” e você está se matando de trabalhar para dar um resultado “Y”, acredite, isso acontece muito! Por isso é fundamental que no diálogo com o seu chefe você procure saber o que ele espera de você, se abra para ouvir as críticas que ele tem a fazer em relação ao seu trabalho atual, pois são essas críticas que te abrirão os olhos para as possíveis causas do reconhecimento não estar ocorrendo. Vale lembrar que é uma via de mão dupla, podendo acontecer também do seu chefe enxergar que na verdade o  resultado “Y” que você está dando é realmente a melhor opção e então ele começa a ver o seu trabalho com outros olhos.

03 – Tempo de casa não significa absolutamente NADA: Nunca cometa o erro de achar que você merece ser reconhecido porque está há 20 anos na empresa, esse é um erro fatal que pode comprometer a sua carreira, a sua autoestima, o seu sucesso e ceifar ainda o seu potencial de resultados extraordinários, pois quanto mais você perder seu tempo se frustrando por causa disso, mais desmotivado ficará e menos produtivo será. Se você quer mesmo ser reconhecido, passe a medir o seu valor pelos resultados que você representa para a empresa, é isso que fará de você um profissional de destaque.

04 – Seus colegas de trabalho não são padres: Um grande erro que muitos profissionais cometem é saírem se confessando (queixando) da falta de reconhecimento para todo mundo no trabalho, ao invés de falar logo com o chefe e buscar melhorar os pontos necessários para chegar onde pretende, perde seus dias reclamando e reclamando com todos à sua volta. O resultado é desastroso, você se torna uma onda de desmotivação, aquelas pessoas que até estavam satisfeitas começam a ver a realidade sob o seu olhar e mesmo que não estejam vivendo o mesmo que você, começam a compartilhar o mesmo sentimento, passam a observar o ambiente como altamente injusto e passam a se colocar na defensiva, umas assumem a dor aplicando-a a própria vida, outras a assumem no intuito de ajudar você. O problema é que a equipe começa a definhar e quando o chefe buscar entender o que está havendo, vai perceber que você está no centro da situação, nessa hora você deixa de ser um profissional que possivelmente merece ser melhor reconhecido e passa a ser visto como a laranja podre que está comprometendo o resto da cesta de frutas. Portanto, resolva seus assuntos profissionais com seu chefe, se alguém pode fazer algo a respeito, é ele, não perca seu tempo nem desgaste a sua imagem espalhando o problema, foque logo na solução.

05 – Em último caso pode acontecer casos onde a empresa e a liderança não consigam gerir as equipes de modo a reconhecer o trabalho das pessoas: infelizmente existem sim, péssimas empresas que ainda acham que os funcionários são como máquinas de snacks, onde colocam mensalmente uma quantia de moedas para receberem trabalho em troca, são empresas e líderes que de fato têm uma péssima cultura e geralmente seus funcionários são insatisfeitos, altamente estressados e desmotivados. Nesses casos, pode ser que a demissão seja sim a melhor opção, mas não faça isso por impulso, se você se identifica em uma empresa cuja cultura de reconhecimento não está alinhada com os seus valores, faça um planejamento e mude de emprego de forma equilibrada.

Contudo, tenha muito cuidado para não cair na armadilha de se cegar diante das suas frustrações e do estresse que com certeza elas vão te causar. Tente primeiro resolver a sua situação com base nos 4 primeiros pontos aqui destacados, pois pelo menos 85% dos casos correspondem a essa realidade e a maioria das pessoas não conseguem resolver simplesmente porque não têm coragem de abrir o jogo com o chefe ou porque fazem isso da maneira errada.

Por Dalila Ribeiro



conter12