5 Razões para investir em desenvolvimento pessoal

Que é necessário manter-se em constante desenvolvimento e atualização isso é fato, contudo o maior erro que a maioria dos profissionais comete é investir tempo e dinheiro apenas em desenvolvimento técnico, por mais importante que ele seja, a verdade sobre o mercado de trabalho no século XXI é que isso já não basta.

Mário de 28 anos formou-se em administração pela USP, cursou pós-graduação em administração pela FGV e ainda investiu em um MBA de Gestão Estratégica de Negócios pela Esalq/USP, tecnicamente super qualificado para o mercado de trabalho, e sem sombra de dúvidas que esse conhecimento técnico acumulado é um fator extremamente importante e impulsionador da carreira de Mário. Contudo foi demitido do primeiro emprego e na sua entrevista demissional teve que ouvir da psicóloga da empresa que estava sendo demitido por não conseguir se relacionar bem com a equipe e com o seu chefe, e que isso estava atrapalhando os resultados que Mário tinha potencial para entregar.

A história parece triste, mas Mário não permitiu que isso fosse algo negativo na sua carreira, aprendeu a lição e começou a conciliar desenvolvimento técnico com desenvolvimento pessoal, desde então investiu em cursos voltados para comunicação, gestão de pessoas e inteligência emocional. O resultado é uma carreira em ascensão graças a primeira demissão, que ironicamente impulsionou seu crescimento, ascendendo uma luz vermelha e fazendo com que ele enxergasse o que estava faltando para alcançar os resultados extraordinários que tem como objetivo.

Isso acontece com muitos profissionais todos os dias, as infelizmente 90% deles não se dão conta de que isso pode ser algo positivo, desde que entendam a mensagem da situação e aprendam a lição.

Se você anda se sentindo triste, frustrado, nervoso, ansioso demais ou até mesmo desmotivado no seu trabalho, com aquela sensação de que por mais que você faça os resultados não aparecem, ou mesmo aquela sensação de que seu chefe e seus colegas não te compreendem, isso pode sim ser um problema da empresa e do ambiente, mas na grande maioria dos casos é um problema seu. Em 85% dos casos é possível eliminar essa série de angústias desenvolvendo a sua Inteligência Emocional, pois é assim que você vai:

  1. Conseguir extrair o máximo do seu conhecimento técnico, uma vez que terá controle emocional para ultrapassar as barreiras das discordâncias tão comuns em equipes e avançar para conciliar o que você tem de positivo com o que os outros a sua volta têm de positivo, conseguindo unir forças distintas para gerar resultados extraordinários;
  2. Extrair o melhor do seu estado de empolgação, já que poderá aprender a ser o dono do seu Estado Emocional, isso manterá você na sua melhor performance e criatividade, não se deixando abalar pelos problemas que certamente o ambiente corporativo possuiu;
  3. Aumentar a sua capacidade de resiliência, fazendo com que você ultrapasse mais rápidos os momentos de pico de estresse, conseguindo decidir e agir com muito mais clareza e assertividade em prol de resultados melhores;
  4. Já imaginou não permitir que as pessoas “chatas” do seu trabalho deixem você extremamente nervoso e estraguem alguns dos seus dias? Pois é, quando você investe em Inteligência Emocional isso passa a ser uma forte característica na sua personalidade, você aprende a lidar bem com as pessoas, mesmo quando você não gosta delas!
  5. As pessoas que investem em desenvolvimento pessoal e focam em adquirir Inteligência Emocional alcançam seus objetivos até 3 vezes mais rápido, isso porque conseguem se destacar melhor como pessoas positivas, proativas e com sabedoria profissional para extrair o melhor das possibilidades de crescimento que vão surgindo no decorrer do caminho.

Não existe desenvolvimento profissional se você não se dedicar ao conhecimento técnico, mas também é fundamental você compreender que sem Inteligência Emocional seus caminhos serão bem tortuosos e o seu objetivo estará em risco, o segredo está no equilíbrio!

 

 


conter12